Em homenagem ao Dia Nacional do Futebol, comemorado neste 19 de julho, hoje falaremos sobre o uso do aço nas construções de estádios brasileiros, um processo que traz muito mais resistência, durabilidade e modernização a esses espaços.

Dentre os estádios que foram renovados e modernizados com aço, destaque-se a Arena Amazônia, localizada em Manaus. Inaugurada em 2014, especialmente para receber jogos da Copa do Mundo, a Arena possui uma estrutura metálica inovadora, que se estende até a sua cobertura, cobrindo uma área de aproximadamente 23 mil metros quadrados, onde foram utilizadas 7 mil toneladas de aço, com chapas que atingem 31 metros de altura.

Outros estádios brasileiros também foram modelados com o aço em 2014, trazendo um design moderno e sofisticado aos olhos de milhões de turistas que vieram prestigiar os jogos da copa do mundo. Foi o caso da Arena da Baixada, em Curitiba, que foi reformada e ampliada, ganhando uma estrutura metálica de cerca de 4.500 toneladas de aço. A versatilidade do aço possibilitou a entrega do estádio em curto espaço de tempo, atendendo aos padrões internacionais de qualidade, conforto e segurança – e hoje tem capacidade para 41 mil torcedores.

Novo estádio do Atlético-MG

As construções de estádios com o uso do aço não se restringem ao período da copa do mundo no Brasil. Agora no ano de 2021, tem-se o projeto do novo estádio do Atlético-MG. A Arena já é considerada uma das maiores obras da engenharia civil em andamento no país, apresentando soluções inovadoras e integradas que ainda nunca foram utilizadas em obras brasileiras.

Com conclusão programada para 2022, a Arena terá o aço empregado diretamente na sua construção monumental: nas fundações, estruturas de sustentação e nas peças pré-fabricadas – utilizando 5 mil toneladas de aço. “Vamos usar pela primeira vez em estádios brasileiros uma solução híbrida, composta por estruturas mistas de aço-concreto e estruturas de concreto pré-moldadas”, disse Fábio Leão, gerente técnico comercial da Codeme Engenharia. A estrutura em aço foi projetada atendendo aos requisitos arquitetônicos, principalmente, na cobertura metálica onde a estrutura fica visível e compõe a identidade visual da Arena MRV.

“O aço está muito presente na construção da Arena, pois priorizamos a rápida execução, a sustentabilidade e as formas esbeltas que só esse material proporciona”, comenta Klauss Oliveira, coordenador do projeto. O estádio está sendo construído em Belo Horizonte, Minas Gerais, e terá capacidade para 46 mil espectadores.

Solução versátil e arrojada

Todo esse caráter inovador e moderno só consolida a grande versatilidade do aço, que está presente nos empreendimentos dos mais variados setores da sociedade, sempre trazendo sofisticação, resistência, economia e sustentabilidade às obras mudo afora.

A PARAFERRO investe em tecnologia e inovação!

Conheça a nossa  loja virtual e faça a sua cotação online!

REFERÊNCIAS:

https://www.tekla.com/br/refer%C3%AAncias/efici%C3%AAncia-aumenta-30-na-constru%C3%A7%C3%A3o-de-est%C3%A1dios-de-futebol https://www.cbca-acobrasil.org.br/site/noticia/mais-um-golaco-da-construcao-em-aco