NOVO ANO PROMETE EXCELENTE CRESCIMENTO NA PRODUÇÃO DE AÇO BRASILEIRA.

2022 chegou há pouco tempo, mas já trouxe grandes expectativas no setor siderúrgico nacional, isso porque, neste novo ano, o clima de renovação bateu na porta dos diversos segmentos mercadológicos, impulsionados pela retomada da economia mundial, que vem se restabelecendo aos poucos, após a forte crise ocasionada pela pandemia.  Segundo prevê o Instituto Aço Brasil, a produção de aço bruto terá um crescimento de 2,2% em 2022 aqui no país, alcançando 36,8 milhões de toneladas. As vendas internas do produto – nos mais variados segmentos, como automobilístico, doméstico, construção civil, entre outros – também irão subir em comparação ao ano passado, um percentual de 2,5%, aproximadamente. Por que agora? As inúmeras barreiras protecionistas impostas pelos países nos últimos anos, aos poucos estão ficando mais flexíveis e as restrições em relação às importações do aço estão sendo retiradas, o que é bem visto pelas indústrias brasileiras do aço, que estão cheias de expectativas para restabelecer as negociações com as grandes potências mundiais consumidoras do material, como Estados Unidos, China e União Europeia. Além disso, os setores da construção civil e industrial no Brasil vivem um bom momento, com o mercado superaquecido, o que acaba demandando grande produção do material por parte das siderúrgicas, que buscam suprir essa necessidade. “Apesar das baixas previsões de PIB (Produto Interno Bruto), ainda apostamos em um crescimento da demanda, principalmente porque alguns setores, apesar da crise, seguem muito bem e puxando o consumo. Este é o caso das máquinas agrícolas, carrocerias e caminhões, implementos rodoviários. ”, analisa o Presidente do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (INDA), Carlos Loureiro. O preço do aço vai subir? Os especialistas descartam grandes aumentos de preços na venda do aço, tal como fora observado nos últimos dois anos. Sobre isso, o Presidente da INDA, Carlos Loureiro, tranquiliza os consumidores: ”Hoje os preços estão de 10% a 15% do pico observado em julho do ano passado. Embora algumas pessoas falem em um eventual aumento, eu acho difícil no curto prazo, pois o preço lá fora já estabilizou”, disse. Ano passado, a elevação dos preços possibilitou que as empresas tivessem um grande faturamento, um cenário que tende a não se repetir este ano. Apesar disso, espera-se um patamar interessante na lucratividade agora em 2022, com a queda da inflação e redução da oferta de aço da China, que ajudará fortemente nas exportações brasileiras. A PARAFERRO é referência em soluções em aço!! Seguindo a tendência nacional, começamos o ano de 2022 com os preços lá embaixo e prontos para te ajudar naquele projeto especial. Confira as ofertas em nossa loja virtual e faça um orçamento Online! REFERÊNCIA: https://diariodocomercio.com.br/economia/perspectiva-para-as-siderurgicas-nacionais-e-promissora-em-2022/